Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Growing Tree

Esquecer as preocupações,ficar imerso no momento. Capturar a variedade de emoções e amor do mundo em nosso redor. Capturar a essência das coisas,uma sensação e não uma aparência,emoçoes.

A Growing Tree

Esquecer as preocupações,ficar imerso no momento. Capturar a variedade de emoções e amor do mundo em nosso redor. Capturar a essência das coisas,uma sensação e não uma aparência,emoçoes.

06.09.20

A depressão.....


Kika

A depressão é conhecida como tristeza, fraqueza,  melancolia ou até um mal estar passageiro. São vastos os motivos da causa de uma depressão: perda de um ente querido, desilusões, solidão, diagnósticos maus, perda da autoestima, ....... 

Pode haver predisposição genética, ambiental, social.... Pode acontecer a qualquer pessoa, mesmo os mais fortes. A depressão não escolhe. Ataca. E quando ataca, o tratamento e a maneira de lidar com essa situação tem que ser adequada a cada caso.

A pessoa que sofre  com  depressão tem um elevado stress e por qualquer motivo ou causa chega ao seu limite de tolerancia. Quando se permanece por muito tempo em stress, as defesas do organismo acabam por afetar diretamente o sistema imulógico. O indivíduo depressivo fica vulnerável às críticas, olhares e opiniões que dependendo da visão de mundo do doente quase sempre piora seu estado de ânimo e aumenta o nível de stress.

Cada um tem que encontrar o seu caminho para uma vida melhor. Seja a procura da ajuda clínica, seja desporto, seja atividades sociais, meditação, ..... Seja qual for o meio, desde que forneça ao indivíduo as ferramentas para conseguir lidar com as situações, emoções e sentimentos de modo positivo, é o que basta.

O que importa é o indivíduo se sentir bem e não deixar ir até ao "fundo do poço".  Independente de quem somos, todos podemos cair nas malhas da depressão, e cada um é que descobre a melhor maneira de se libertar. 

Quem desconhece ou nunca passou pelo mesmo problema pode dizer que é fácil sair da depressão, é dar uns passeios e sair com os amigos e já está curado. Mas quem tem este problema crónico, sabe que não é assim tão fácil, e muitas das vezes os comentários dos outros podem prejudicar bastante.

Essa doença é ingrata e egocêntrica. Não há nada mais humilhante, inferiorizante quando alguém duvida de si mesmo, dos seus sentimentos, das suas capacidades, do seu "EU". Muitas pessoas obrigam o doente a se levantar, caminhar, comer, socializar. Mas  enquanto que para alguém não depressivo é fácil fazer essas coisas, para o depressivo tudo já perdeu o sentido, tudo é uma montanha inalcançável, .... A vontade de fugir toma conta do pensamento, um vazio imenso abrenge seu ser e as lágrimas inevitavelmente escorrem pelo rosto, pois lá no íntimo , o indivíduo, não aceita o que lhe está a acontecer. 

É preciso que, quem está de fora, perceba que pode ajudar não com comentários, mas apenas com a sua presença, com o oferecer para ouvir um desabafo, ou simplesmente ouvir o pedido de ajuda sem julgar, sem criticar.

Em certas alturas é difícil acreditar que há luz no fundo do poço, mas com o apoio certo, é possível ver essa luz.

O importante é descobrir como lidar com a nossa situação, não seguir os mandamentos ditados pela sociedade sobre o tema. Somos todos diferentes, não há uma receita que abranja todos. Um caso é um caso, e cada um precisa de uma ajuda específica. Descobrindo essa ajuda, as coisas começam a melhorar.

IMG_20200814_222530.jpg