Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Growing Tree

Esquecer as preocupações,ficar imerso no momento. Capturar a variedade de emoções e amor do mundo em nosso redor. Capturar a essência das coisas,uma sensação e não uma aparência,emoçoes.

A Growing Tree

Esquecer as preocupações,ficar imerso no momento. Capturar a variedade de emoções e amor do mundo em nosso redor. Capturar a essência das coisas,uma sensação e não uma aparência,emoçoes.

27.09.20

Moon


Kika

DSCN0702.JPG

How slow
This old moon wanes! she lingers my desires,
Like to a stepdame, or a dowager,
Long withering out a young man's revenue.
William Shakespeare
Moon, Men, Long
(William Shakespeare, “A Midsummer Night's Dream.")

12.09.20

Cidadania


Kika

«Não há consenso sobre a definição da noção de cidadania. Contudo, o sentido moderno da palavra exprime uma relação entre o indivíduo e a comunidade política. Outras formas de integração no sistema político existem, mas o cidadão tem deveres e direitos, responsabilidades e privilégios que o não-cidadão não partilha ou partilha em grau menor.

Ao longo da História, cada vez que o termo cidadania é utilizado, implica uma combinação de obrigações e privilégios entre o indivíduo e a comunidade política. O uso da palavra cidadão prende-se com uma regulação entre os indivíduos que têm acesso livre ao território onde vive a comunidade política e os que não têm acesso livre (1992, BRUBAKER, William Rogers - Citizenship and nationhood in France and Germany, Cambridge. MA: Harvard University Press). » (www.infopedia.pt)

 

Somos livres até ao momento que interferimos com a liberdade dos outros. E com essa liberdade vem a responsabilidade.

De dia para dia vejo, no meu percurso social, cada vez menos sentido de responsabilidade, sentido de respeitar os outros, sentido de vivermos como uma espécie. São poucos os mais novos que respeitam os mais velhos, são poucos os pais que educam os filhos a serem cidadãos na sociedade, são poucos os que se lembram que não vivemos sozinhos neste planeta e temos que conviver com tudo e todos.

Não vou dizer que temos que ter regras cravadas em pedra sobre o que fazer e como fazer. Não estou a dizer que temos que seguir a «carneirada». 

Eu sou EU e não vou mudar por ninguém, mas no momento em que interferir com a liberdade de outra pessoa, outro ser, a minha liberdade é-me retirada. Eu cresci a receber educação em casa de como me comportar em sociedade, respeitar os outros, respeitar os mais velhos, enfim, a viver no mundo. Mas também aprendi que sou quem sou, e não devo mudar só porque a moda diz que tenho que ser assim ou assado, vestir isto ou aquilo, falar de uma maneira ou de outra.

Não! Eu sou EU. 

Fico triste quando vejo e ouço pais a dizer que «educação tem que ser dada na escola,  a função da escola/professor é educar o(s) meu(s) filho(s) e que não tenho tempo para gastar ainda a fazer o «trabalho do professor».»

As crianças vão para a escola para aprender a ler, a escrever, a ter conhecimentos didáticos. A boa educação e maneiras é em casa que devemos passar aos nossos filhos. É desde o momento que nascem que esculpimos, como pais, a personalidade, a maneira de ser e de estar da criança. É desde que nasce que criamos e educamos como a criança vai ser como ser humano.

IMG_20200912_143626.jpg

 

06.09.20

A depressão.....


Kika

A depressão é conhecida como tristeza, fraqueza,  melancolia ou até um mal estar passageiro. São vastos os motivos da causa de uma depressão: perda de um ente querido, desilusões, solidão, diagnósticos maus, perda da autoestima, ....... 

Pode haver predisposição genética, ambiental, social.... Pode acontecer a qualquer pessoa, mesmo os mais fortes. A depressão não escolhe. Ataca. E quando ataca, o tratamento e a maneira de lidar com essa situação tem que ser adequada a cada caso.

A pessoa que sofre  com  depressão tem um elevado stress e por qualquer motivo ou causa chega ao seu limite de tolerancia. Quando se permanece por muito tempo em stress, as defesas do organismo acabam por afetar diretamente o sistema imulógico. O indivíduo depressivo fica vulnerável às críticas, olhares e opiniões que dependendo da visão de mundo do doente quase sempre piora seu estado de ânimo e aumenta o nível de stress.

Cada um tem que encontrar o seu caminho para uma vida melhor. Seja a procura da ajuda clínica, seja desporto, seja atividades sociais, meditação, ..... Seja qual for o meio, desde que forneça ao indivíduo as ferramentas para conseguir lidar com as situações, emoções e sentimentos de modo positivo, é o que basta.

O que importa é o indivíduo se sentir bem e não deixar ir até ao "fundo do poço".  Independente de quem somos, todos podemos cair nas malhas da depressão, e cada um é que descobre a melhor maneira de se libertar. 

Quem desconhece ou nunca passou pelo mesmo problema pode dizer que é fácil sair da depressão, é dar uns passeios e sair com os amigos e já está curado. Mas quem tem este problema crónico, sabe que não é assim tão fácil, e muitas das vezes os comentários dos outros podem prejudicar bastante.

Essa doença é ingrata e egocêntrica. Não há nada mais humilhante, inferiorizante quando alguém duvida de si mesmo, dos seus sentimentos, das suas capacidades, do seu "EU". Muitas pessoas obrigam o doente a se levantar, caminhar, comer, socializar. Mas  enquanto que para alguém não depressivo é fácil fazer essas coisas, para o depressivo tudo já perdeu o sentido, tudo é uma montanha inalcançável, .... A vontade de fugir toma conta do pensamento, um vazio imenso abrenge seu ser e as lágrimas inevitavelmente escorrem pelo rosto, pois lá no íntimo , o indivíduo, não aceita o que lhe está a acontecer. 

É preciso que, quem está de fora, perceba que pode ajudar não com comentários, mas apenas com a sua presença, com o oferecer para ouvir um desabafo, ou simplesmente ouvir o pedido de ajuda sem julgar, sem criticar.

Em certas alturas é difícil acreditar que há luz no fundo do poço, mas com o apoio certo, é possível ver essa luz.

O importante é descobrir como lidar com a nossa situação, não seguir os mandamentos ditados pela sociedade sobre o tema. Somos todos diferentes, não há uma receita que abranja todos. Um caso é um caso, e cada um precisa de uma ajuda específica. Descobrindo essa ajuda, as coisas começam a melhorar.

IMG_20200814_222530.jpg